Blog

BLOG

____
23052016
Observatório do Amianto tem identidade visual e site criados pela Priory
Observatório do Amianto tem identidade visual e site criados pela Priory

Para fazer as pessoas conhecerem os riscos envolvidos na produção e uso dos produtos com amianto e manter todos atualizados sobre tudo o que envolve o lento processo de banimento do amianto no Brasil foram criadas a identidade visual e o site do projeto Observatório do Amianto.

Para este trabalho, a designer Debora Behar criou um ícone que representa a telha de uma casa e também remete à letra A. “A cor vermelha foi escolhida por ser a cor do Ministério Público do Trabalho do Paraná, entidade responsável pelo projeto. As fontes são claras de fácil leitura, com destaque para a palavra amianto”, comenta.

Além do logotipo, a Priory também criou o site. “Foi solicitado um site que contivesse um resumo das informações das páginas internas na página inicial, facilitando o acesso às informações dos dispositivos móveis”, diz Debora. O site foi desenvolvido na plataforma WordPress e para complementar também foram produzidos vídeos com entrevistas e um mapa interativo. Debora também destaca o conteúdo: “o site é bem completo, com todo tipo de informação possível sobre a causa do banimento do amianto”.

site_amianto_mai16_2

Conheça o projeto

O Observatório do Amianto é um projeto interinstitucional criado pelo Ministério Público do Trabalho no Paraná e Associação Paranaense dos Expostos do Amianto (Apreaa). Seu acordo de cooperação técnica contou com a participação do Ministério do Trabalho e Previdência Social, UFPR, Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba e Hospital Erasto Gaertner e foi assinado em uma cerimônia realizada no dia 11 de maio.

Neste documento, todos firmaram um compromisso de pesquisar, monitorar, ajudar os expostos e seus familiares, disseminar informações e lutar pelo banimento do amianto. “O que sempre tivemos em mente é que, para peitar o lobby das empresas do amianto, e fazer frente à exploração literalmente doentia de trabalhadores, sem qualquer preocupação com o meio ambiente ou com os consumidores finais, só mesmo com muita informação”, complementa Aline Baroni, que coordenou as atividades entre o projeto e a Priory.

Confira o site aqui.

CATEGORIAS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *